As jornalistas portuguesas Christiana Martins e Marisa Antunes foram premiadas com o terceiro lugar do Prémio Jornalismo 2008 – Pela Diversidade. Contra a Descriminação, promovido pela Comissão Europeia, devido ao artigo “Elites à prova de Racismo” publicado na revista “Ùnica” do jornal Expresso.

FONTE: O Sítio do Sindicato dos Jornalistas

As inscrições para a 3ª edição para Prémio Jornalismo Económico, começam segunda-feira, no site www.pje.universia.pt. Este prémio visa premiar a excelência de trabalhos jornalísticos nas áreas de Economia, Gestão e Mercados Financeiros, bem como premiar os melhores trabalhos publicados nestas três áreas na comunicação social impressa ou electrónica durante o ano de 2008.

Esta iniciativa tem o apoio conjunto da Universidade Nova de Lisboa e do Banco Santander Totta e atribui, anualmente, três prémios num montante global de 30 mil euros. O primeiro prémio, denominado de “Grande Prémio”, tem o valor de 15.000 euros e distinguirá o melhor trabalho publicado nos media, que concorra a qualquer das áreas acima referidas. Os dois restantes prémios, no montante de 7.500 euros cada um, distinguirão o melhor trabalho concorrente a cada uma das restantes áreas acima referidas.

Os Presidentes deste concurso são o Nuno Amado, Presidente da comissão executiva do Banco Santander Totta e o professor doutor António Bensabat Rendas, Reitor da Universidade Nova de Lisboa. O júri desta edição será constituído por Francisco Sarsfield Cabral, José Albuquerque Tavares, José Ferreira Machado (presidente), José Neves Adelino, José Rodrigues dos Santos, Luís Almeida Costa e Sérgio Figueiredo.

FONTE: Meios & Publicidade

premio_jornalista1

Um dossier publicado no Jornal do Centro de Saúde valeu à Jornalista portuguesa Cláudia Pinto, a vitória na categoria de imprensa especializada do Prémio Eloquium, galardão internacional de Jornalismo para os melhores trabalhos sobre doença pulmonar obstrutiva crónica, no valor de 5000 euros.

Este prémio é promovido pela empresa farmacêutica Boehringer Ingelheim desde 2003, e contou com a presença de quarenta concorrentes de 12 países. Houve mais duas vencedoras para além da jornalista Cláudia Pinto, a brasileira Cinthya Leite, na categoria imprensa generalista e a equatoriana Janeth Hinostroza, na categoria audiovisual.

A entrega do galardão está prevista para o mês de Dezembro.

VIA: O Sindicato dos Jornalistas