images2A RTP responde a esta pergunta de forma simples e ilustrada, para isso basta carregar aqui.

FONTE: Comunicamos

Anúncios

O  jornal Global Notícias começou ontem a ser distribuído em 33 escolas do país, situadas nos distritos de Aveiro, Braga, Faro, Leiria, Lisboa, Porto e Setúbal. Esta iniciativa conta com o apoio do Plano Nacional de Leitura e da Rede de Bibliotecas Escolares.

No projecto, designado Ler+Jornais, os jornais serão distribuídos, numa base diária, sobretudo às turmas do 10º ano. Neste âmbito, cada aluno daquele nível escolar terá acesso a um jornal, de modo a que as turmas analisem e debatam os temas da actualidade.

FONTE: Meios & Publicidade

A 44ª edição da “Sonda Central de Informação/ Meios & Publicidade”, uma iniciativa da empresa “Central de Informação” e do jornal “Meios & Publicidade” centrou a sua atenção na precariedade laboral que paira sobre o sector da comunicação social portuguesa.

No que respeita às perspectivas laborais para o ano de 2009 nos meios de comunicação social, a maioria dos inquiridos (98 %) antevê um cenário bastante pessimista.

Destes, 37% vaticina um ano “pior do que 2008”, enquanto os restantes 61% vão mais além e consideram que 2009 será “muito pior”. Apenas 2% dos jornalistas augura melhorias laborais, considerando que o presente ano será “muito melhor” do que aquele que o antecedeu.

Para ler a notícia na íntegra carregue aqui.

FONTE: IOL Diário

Ver imagem em tamanho real
Pelo décimo primeiro ano consecutivo, a AMI lança aos profissionais de Comunicação Social, o desafio de concorrer ao Prémio AMI – Jornalismo Contra a Indiferença.
Serão aceites a concurso peças jornalísticas de imprensa, televisão, rádio e foto-reportagem que tenham sido publicadas ou difundidas num Órgão de Comunicação Social nacional ao longo de 2008.

Os trabalhos deverão ser enviados para a Sede da AMI, em Marvila, com a referência Prémio AMI – Jornalismo Contra a Indiferença até ao dia 28 de Fevereiro. As peças a concurso devem ser acompanhadas de seis cópias ou reproduções, dados profissionais referentes ao seu autor e declaração do órgão de comunicação onde o trabalho tenha sido publicado, comprovando a veracidade dos elementos referentes à publicação e data do mesmo.

A AMI irá premiar os trabalhos jornalísticos que, pela sua excepcional qualidade, representem um testemunho e uma contribuição válida para romper o silêncio sobre situações intoleráveis do ponto de vista humano, social, político, económico ou outro.

O Prémio consiste numa peça de escultura da autoria do escultor João Cutileiro e num montante pecuniário de 15.000 € oferecido pelo patrocinador, que nos últimos 10 anos tem sido o Grupo Banco Espírito Santo, bem como por um diploma alusivo ao galardão.  Os resultados do concurso serão conhecidos no final do primeiro semestre de 2009.

 Mais informações sobre o Prémio AMI – Jornalismo Contra a Indiferença e sobre a AMI em www.ami.org.pt.

FONTE: AMI

As jornalistas portuguesas Christiana Martins e Marisa Antunes foram premiadas com o terceiro lugar do Prémio Jornalismo 2008 – Pela Diversidade. Contra a Descriminação, promovido pela Comissão Europeia, devido ao artigo “Elites à prova de Racismo” publicado na revista “Ùnica” do jornal Expresso.

FONTE: O Sítio do Sindicato dos Jornalistas

O programa Clube de Jornalistas da RTP2, tem como tema esta semana “A crise da imprensa em Portugal”.

Os convidados são: Alfredo Maia, presidente do Sindicato dos Jornalistas, Pedro Morais Leitão, presidente da Confederação Portuguesa de Meios de Comunicação Social, e Luís Oliveira Martins, professor da Faculdade de Ciências Sociais e Humana da Universidade Nova de Lisboa, especialista em economia dos media. Haverá também um depoimento de Alberto Arons de Carvalho, deputado do PS e antigo secretário de Estado da Comunicação Social. A moderação fica a cargo de Dina Soares.

A não perder, amanhã na RTP2 às 23:30.

FONTE: Clube de Jornalistas

No dia 15 de Maio, realiza-se na Universidade do Minho uma conferência intitulada “Jornalismo na Europa: Quem precisa de Regulação?”, promovida pelo Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade. A entrada é livre.

O programa da conferência é o seguinte:

9h30: Sessão de Abertura
Manuel Pinto, Director do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade, Universidade do Minho
Augusto Santos Silva, Ministro dos Assuntos Parlamentares
Denis McQuail, Prof. Jubilado da Universidade de Amesterdão
Helena Sousa, Presidente da Comissão Organizadora

11h00 Intervalo para café

11h30: Reflectindo sobre a Incerteza: Quadros de Referência para Pensar a Regulação
Josef Trappel, Coordenador do EuroMedia Research Group e Professor da Universidade de Zurique. «New Policy Paradigms in Times of Media Change?»
Jeremy Tunstall, Professor Jubilado da City University, Londres. «Self-Regulated Multi-platform Journalism: An Anglo Myth?»
Moderação – Elsa Costa e Silva, Investigadora do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade

13h00 Intervalo para almoço

15h00: Olhares Cruzados sobre as Práticas de Regulação em Portugal
Azeredo Lopes, Presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social
Alfredo Maia, Presidente do Sindicato de Jornalistas e Jornalista do Jornal de Notícias
Afonso Camões, Administrador da Global Notícias
Paquete de Oliveira, Provedor do Telespectador da RTP
Moderação – Joaquim Fidalgo, ex-provedor do Público e membro do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade

17h00: Sessão de Encerramento

FONTE: Jornalismo & Comunicação