O novo jornal da construtora Lena vai estar nas bancas amanhã, dia 7 de Maio de 2009.O jornal terá o preço de capa de um euro entre segundas e quinta-feiras e uma tiragem de 80 mil exemplares, posteriormente adaptadas à adesão dos leitores, explicou à Lusa o director do título, Martim Avillez Figueiredo.

“De segunda a quinta-feira o ‘i’ custa um euro e às sextas e sábados 1,40 euros”, disse. Segundo o responsável, a tiragem manter-se-á nos 80 mil exemplares nos primeiros três dias. A adesão dos leitores ditará um novo número.

Dirigido às classes alta e média-alta, o diário divide-se em quatro secções: Opinião, Radar, Zoom e Mais, onde está incluído o desporto.

O jornal representou um investimento global de 10,4 milhões de euros.

Para continuar a ler a notícia carregue aqui.

FONTE: Destak

Anúncios

O  jornal Global Notícias começou ontem a ser distribuído em 33 escolas do país, situadas nos distritos de Aveiro, Braga, Faro, Leiria, Lisboa, Porto e Setúbal. Esta iniciativa conta com o apoio do Plano Nacional de Leitura e da Rede de Bibliotecas Escolares.

No projecto, designado Ler+Jornais, os jornais serão distribuídos, numa base diária, sobretudo às turmas do 10º ano. Neste âmbito, cada aluno daquele nível escolar terá acesso a um jornal, de modo a que as turmas analisem e debatam os temas da actualidade.

FONTE: Meios & Publicidade

A imprensa vai ter de repensar o seu negócio impresso e ‘online’. Os espectadores vão ver mais televisão e os conteúdos ‘online’ fornecidos pelos utilizadores podem ter de ser pagos. A antevisão é da consultora Deloitte no seu relatório anual sobre Tecnologia, Media e Telecomunicações em 2009.

A imprensa vai continuar a enfrentar desafios mas os países desenvolvidos serão os mais afectados porque a literacia está a aumentar nos outros. Podem surgir novos modelos de negócio incluindo infra-estruturas partilhadas e edições apenas online.

Para ler mais carregue aqui.

FONTE: Diário de Notícias

139e507e-c200-499a-a6d8-692e4d6dfa4d1 

O jornal Público vai lançar uma colecção de livros sobre arqueologia intitulada “Os Grandes Mistérios da Arqueologia“. Amanhã pode adquirir o primeiro volume, e todas as terças-feiras, estará nas bancas um novo volume, de um total de 15 livros, por um preço adicional de 1,50 €.

FONTE: Meios & Publicidade

wdiap1

O jornal “A Bola” vai durante este ano, reformular o grafismo do site e apostar na animação online dos cartoons de Luís Afonso, Barba e Cabelo, que passarão a constar, durante os próximos meses, da sua edição digital.Sem revelar investimentos, o responsável do jornal garante que todas as mudanças serão feitas com produção interna e a conta gotas: “não será tudo apresentado de uma só vez, vamos fazer cair as novidades em vários momentos à medida que os projectos vão ficando concluídos”.

Desde o início do ano que o jornal passou a custar 80 cêntimos, mais cinco que anteriormente, e publica três novos suplementos regionais diários que contemplam as regiões Norte, Centro, Sul e Madeira. “À medida que se criarem condições técnicas pretendemos avançar com este formato para os Açores e a nível internacional”, ambiciona Vítor Serpa.O ano de 2009 trouxe novidades também para o online. Desde terça-feira o canal Bola TV está no site da publicação e emite, de manhã e à tarde, um noticiário desportivo. Um bloco informativo mais alargado, entrevistas e reportagens, são os formatos que o director da publicação diz poderem vir a constar do canal de TV do jornal desportivo.

FONTE: Meios & Publicidade

O semanário gratuito “Sexta”, projecto conjunto dos jornais “A Bola” e “Público”, não será publicado, amanhã estando as administrações a avaliar “vários cenários” possíveis para o futuro do título. De acordo com a Administração do “Público”, as empresas “estão a avaliar vários projectos para a marca ‘Sexta'”.

A distribuição do jornal foi suspensa na altura do Natal e passagem de ano, algo que já tinha acontecido em 2007, mas que seria retomada amanhã.

O primeiro número do “Sexta” foi distribuído a 26 de Outubro de 2007 como encarte dos dois diários, nas caixas da rede de supermercados e hipermercados Modelo e Continente e nos postos da Galp – que são parceiros do semanário – em todo o país.

O lançamento do “Sexta” envolveu um investimento de dois milhões de euros e o projecto era gerido por um Agrupamento Complementar de Empresas (ACE), participado em partes iguais pelo diário “Público” (detido pela Sonaecom) e pelo desportivo “A Bola” (da Sociedade Vicra Desportiva). Segundo os últimos dados da Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragens e Circulação, a distribuição média do semanário em 2008 foi de 298 614 exemplares.

FONTE: Jornal de Notícias

imagedownload1

O jornal “Correio da Manhã”, líder de vendas e audiência em 2008, tem novas chaves de leitura para o ano de 2009.  

Novos colunistas que reforçam as áreas da Política, Economia, Sociedade, Religião, Mundo e Vidas. Um estatuto editorial que renova e actualiza os compromissos do CM com os seus leitores e uma maior aposta no jornalismo de investigação, são as novas chaves de leitura do seu jornal.

Para ficar a saber ainda mais sobre o “renovado” Correio da Manhã carregue aqui.

FONTE: Correio de Manhã