Ver imagem em tamanho real
Pelo décimo primeiro ano consecutivo, a AMI lança aos profissionais de Comunicação Social, o desafio de concorrer ao Prémio AMI – Jornalismo Contra a Indiferença.
Serão aceites a concurso peças jornalísticas de imprensa, televisão, rádio e foto-reportagem que tenham sido publicadas ou difundidas num Órgão de Comunicação Social nacional ao longo de 2008.

Os trabalhos deverão ser enviados para a Sede da AMI, em Marvila, com a referência Prémio AMI – Jornalismo Contra a Indiferença até ao dia 28 de Fevereiro. As peças a concurso devem ser acompanhadas de seis cópias ou reproduções, dados profissionais referentes ao seu autor e declaração do órgão de comunicação onde o trabalho tenha sido publicado, comprovando a veracidade dos elementos referentes à publicação e data do mesmo.

A AMI irá premiar os trabalhos jornalísticos que, pela sua excepcional qualidade, representem um testemunho e uma contribuição válida para romper o silêncio sobre situações intoleráveis do ponto de vista humano, social, político, económico ou outro.

O Prémio consiste numa peça de escultura da autoria do escultor João Cutileiro e num montante pecuniário de 15.000 € oferecido pelo patrocinador, que nos últimos 10 anos tem sido o Grupo Banco Espírito Santo, bem como por um diploma alusivo ao galardão.  Os resultados do concurso serão conhecidos no final do primeiro semestre de 2009.

 Mais informações sobre o Prémio AMI – Jornalismo Contra a Indiferença e sobre a AMI em www.ami.org.pt.

FONTE: AMI

A imprensa vai ter de repensar o seu negócio impresso e ‘online’. Os espectadores vão ver mais televisão e os conteúdos ‘online’ fornecidos pelos utilizadores podem ter de ser pagos. A antevisão é da consultora Deloitte no seu relatório anual sobre Tecnologia, Media e Telecomunicações em 2009.

A imprensa vai continuar a enfrentar desafios mas os países desenvolvidos serão os mais afectados porque a literacia está a aumentar nos outros. Podem surgir novos modelos de negócio incluindo infra-estruturas partilhadas e edições apenas online.

Para ler mais carregue aqui.

FONTE: Diário de Notícias

As jornalistas portuguesas Christiana Martins e Marisa Antunes foram premiadas com o terceiro lugar do Prémio Jornalismo 2008 – Pela Diversidade. Contra a Descriminação, promovido pela Comissão Europeia, devido ao artigo “Elites à prova de Racismo” publicado na revista “Ùnica” do jornal Expresso.

FONTE: O Sítio do Sindicato dos Jornalistas

O programa Clube de Jornalistas da RTP2, tem como tema esta semana “A crise da imprensa em Portugal”.

Os convidados são: Alfredo Maia, presidente do Sindicato dos Jornalistas, Pedro Morais Leitão, presidente da Confederação Portuguesa de Meios de Comunicação Social, e Luís Oliveira Martins, professor da Faculdade de Ciências Sociais e Humana da Universidade Nova de Lisboa, especialista em economia dos media. Haverá também um depoimento de Alberto Arons de Carvalho, deputado do PS e antigo secretário de Estado da Comunicação Social. A moderação fica a cargo de Dina Soares.

A não perder, amanhã na RTP2 às 23:30.

FONTE: Clube de Jornalistas

A nova RTP Memória

Janeiro 26, 2009

A RTP Memória apresenta hoje a sua nova identidade, bem como um “novo conceito de canal” e novas caras.

Criada internamente, a nova identidade, descreve Hugo Andrade, director do RTP Memória, surge nesta nova fase com uma “imagem refrescante”, “muito simples, propositadamente simples, fácil de perceber e moderna”. “Sendo um canal de arquivo era necessário termos algo [em termos de imagem] moderno, com cor e luz”, justifica o responsável. Elvis Veiguinha, da Digital Mix, produziu a identidade sonora do canal.
A mudança, que ocorre no quinto ano de existência do canal, passa ainda pela renovação da grelha e do conceito do canal, frisa Hugo Andrade, propondo “um novo olhar sobre o arquivo”. Nas intenções do responsável está a exploração do “valioso espólio” da RTP para a produção de novos conteúdos, mas passando por novos ângulos de abordagem de conteúdos como, por exemplo, os jogos de futebol. Hugo Andrade afirma que os mesmos continuarão a fazer parte da nova grelha de programas, mas que serão trabalhados, dando visibilidade aos protagonistas dos jogos. Noites temáticas (de teatro, cinema ou outras) são outros dos planos, centrando-se na noite os novos programas que irão surgir em grellha. Já esta semana arranca um espaço diário de talk-show, estando previsto, numa fase posterior a entrada em grelha de programas de produção própria.

O objectivo é conquistar um público mais jovem no horário da noite (entre os 40 a 50 anos) “para quem as memórias são mais recentes”. “Subir” as audiências é um objectivo, admite o director do canal, ainda que não avance números concretos, frisando que “a grelha precisa de tempo para se impor”.

FONTE: Meios & Publicidade

Encontro sobre Podcasts

Janeiro 24, 2009

A Universidade do Minho vai levar a cabo nos dias 8 e 9 de Julho um Encontro sobre Podcasts. A organização do Encontro fica a cargo  do Instituto de Educação e Psicologia da Universidade do Minho.

Até ao dia  17 de Abril aceita-se a submissão de comunicações ou posters.

Para saber mais informações sobre o Encontro carregue aqui.

De acordo com o «European Innovation Scoreboard 2008», divulgado hoje, em Bruxelas, pela Comissão Europeia, Portugal passou da 22ª para a 17ª posição da UE subindo do grupo dos países «Catching-up» (países em progressão) para o dos “moderate innovators” (Inovadores moderados), onde é líder em termos de crescimento ao lado de Chipre e à frente dos oito Estados-membros que incluem este grupo, entre eles Espanha e Itália.

O mesmo relatório avança que Portugal registou uma taxa de crescimento dos indicadores de inovação acima do dobro da média europeia, tendo sido também o quinto país europeu que mais melhorou no indicador relativo aos efeitos económicos de inovação, apenas atrás da Grécia, Chipre, Turquia e Hungria.

Para continuar a ler a notícia carregue aqui.

FONTE: Portugal Diário